Um pouco Sobre a Suíça (PARTE 1)

Dizem que as coisas boas vem em pacotes pequenos. Quando se fala na Suíça, isso não poderia estar mais perto da verdade. Esse minúsculo país do tamanho do estado do Espírito Santo é uma terra mágica repleta de montanhas imponentes, lagos alpinos profundos, vales gramados pontilhados de fazendas e pequenas vilas e cidades prósperas que misturam o antigo e o novo. A Suíça é o nexo da diversidade geográfica e cultural, conhecida tanto por sua beleza natural quanto pelo seu modo de vida. Aspectos de ambos se tornaram sinônimo do país, cujo nome evoca imagens dos Alpes esculpidos em geleiras, amados por escritores, artistas, fotógrafos e entusiastas de esportes ao ar livre de todo o planeta.

A pé ou com esquis, de bicicleta ou de barco, de trem ou de carro. Explorar a Suíça é garantia de aventura e solidão diante de paisagens que nos fazem parecer insignificantes. Nada representa a Suíça melhor do que suas montanhas. E o Matterhorn, a mais famosa delas, força o olhar para o céu e provoca suspiros de admiração. São quase 4500 metros de rocha e gelo. A montanha colossal domina a paisagem da pequena e charmosa Zermatt, vila muito procurada por turistas de todo o mundo e que resume bem todo o charme do país com seus telhados brancos, excelentes pistas para a prática de esportes de inverno, culinária incrível e claro, uma igrejinha que badala os sinos para avisar que o tempo não parou, mas bem que poderia. A ausência de carros deixa a atmosfera da vila ainda mais mágica. E magia é o que não falta quando se viaja para a Suíça, principalmente quando ao atravessar o pequeno país sobre os trilhos. Os modernos e confortáveis trens cruzam as majestosas paisagens montanhosas sobre pontes, túneis e a margem de lagos enormes, como o de Interlaken, uma das cidades alpinas mais procuradas.

Publicidade:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *