Resenha Sobre a Animação Frozen 2 (PARTE 1)

Frozen 2 é uma sequência da animação sucesso de crítica, público e bilheteria da Disney de 2013. Aquela que fez a música Let It Go virar sucesso por meses e meses. Esta nova trama começa quando uma força invisível misteriosa invade Arendelle e expulsa toda a população. Então, a Rainha Elsa, a princesa Anna, o plebeu Kristoff, a rena Sven e o cômico boneco de neve Olaf partem em uma aventura, numa floresta, em busca de respostas e soluções, enquanto também esbarram com segredos de família e pistas sobre as origens dos poderes da Elsa. Será que a nova música Into the Unknown fará o mesmo sucesso? Será que a animação é merecedora de Oscar? Pois bem, faremos uma resenha sobre está sequência do grande sucesso de animação, Frozen.

O primeiro filme, apesar de ter um ponto de partida que usa certas fórmulas comuns em fábulas, a animação é muito boa, com inteligência suficiente para detectar até onde poderia seguir nesse caminho e onde deveria subverter para atingir um resultado final único e extraordinariamente cativante, que ainda oferece uma reavaliação de valores bastantemente relevante para a nossa época e é divertido, os personagens são absurdamente carismáticos e as músicas não saem da cabeça. E, tecnicamente é um primor que nos faz arrepiar toda vez que revemos ou esbarramos em trechos vistos por aí.

Então, foi mais que merecida toda a recepção calorosa que o filme recebeu e a bilheteria mundial de 1,274 bilhão de dólares. Com tudo o que foi o primeiro filme não teria como não ficar esperançoso e ansioso com essa sequência. Foi com muita satisfação que verificamos que esse segundo filme preserva o mesmo “espírito” do original, mas resiste a tentação de repetir os mesmos passos ao “pé da letra”, tomando a certeira decisão de contar uma trama diferente, um caminho diverso daquele que já foi visto e revisto tantas vezes.

CONTINUA NO PRÓXIMO ARTIGO…

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *