Aviões da FAB poderá trazer Estrangeiros da China junto com brasileiros, diz Bolsonaro

Publicidade:

Os aviões que buscaram brasileiros da China chegaram no Brasil sexta-feira (07/02/2020).

Os ministros da saúde, Luiz Henrique Mandetta, e da defesa, Fernando Azevedo Silva, visitaram as instalações da base aérea de Anápolis em Goiás, o local recebeu os brasileiros repatriados da China. Após um atraso no cronograma as duas aeronaves da Força Aérea Brasileira chegaram na mesma sexta-feira em Wuhan, epicentro da epidemia de coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que cidadãos de outros países também poderiam embarcar se houvessem assentos livres.

Se tivermos apenas um torno de 40 brasileiros para trazer para cá eu já autorizei, como sobrariam entorno de 10 vagas, a trazer nacionais de outros países, se for da América do Sul posa aqui, parece que entrou um pedido da Polônia agora e obviamente vai posar em Varsóvia, eles foram gentis para conosco, eu já falei que se tiver, e tem, polonês lá se quiserem retornar vem e desembarca em Varsóvia. (Presidente Jair Bolsonaro)

A Polônia estava entre as escalas previstas na viagem de volta, e fez um pedido formal ao governo brasileiro. Ao chegar ao Brasil tanto os repatriados quanto a tripulação ficarão 18 dias em quarentena. A lei com as regras para o enfrentamento ao coronavírus foi senssacionada e já está em vigor. O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, contra-almirante Antonio Barra Torres, disse que o risco para a população de Anápolis é mínimo.

No Brasil, muito difícil desse vírus de disseminar, essa cidade será Anápolis, porque toda a estrutura de segurança sanitária, todas as medidas estão sendo tomadas para acolher os nossos cidadãos, os brasileiros, que estavam em uma situação difícil na China e que agora voltam para o lar, voltam para a casa, e não terão apenas a quarentena, o que vi lá eu posso testemunhar vão ter acolhimento, carinho e atenção. (Presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária)

A província chinesa de Hubei registrou 69 mortes por coronavírus nesta quinta-feira, com isso, são 637 óbitos apenas na China. O número de infectados já passa de 31 mil.

Publicidade:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *