A Verdadeira história da Pocahontas e da Bela Adormecida

Pocahontas 

O desenho animado da disney sobre a corajosa Pocahontas conquistou muitos corações. Assim como a verdadeira filha do chefe da tribo Powhatan. Embora o nome verdadeiro de sua filha fosse Matoaka ele, na verdade, deu o apelido a ela de Pocahontas, que traz como significado “criança mimada”. Em seu livro chamado General History, o colonizador inglês John Smith, descreve como Pocahontas  uma menina de 12 anos que o salvou da morte colocando a cabeça sobre a dele, quando o chefe da tribo (pai dela no caso) estava prestes a matá-lo.
No entanto, muitos especialistas duvidam que está história seja realmente verdadeira, já que publicações posteriores Smith escreveu a mesma cena com outra garota, ainda assim, a história de vida de Pocahontas certamente mostra que ela era tudo,  menos tímida. Durante a Primeira Guerra Anglo-Powhatan, Pocahontas foi capturada pelos ingleses. Lá ela aprendeu à língua e adotou um novo nome de Rebeca.
Mais tarde, casou-se com o Colonizador John Rolfe, e deu à luz ao filho Tom. Mas a felicidade não durou muito. Pocahontas morreu de Varíola quando tinha apenas 22 anos. Então se Pocahontas é sua princesa favorita da disney, agora você sabe de onde é baseada a sua história de coragem e bom coração.

Publicidade:

Bela Adormecida 

Ocupa seu lugar de direito entre os verdadeiros clássicos da disney. No entanto,  há uma coisa importante que a disney decidiu mudar em sua história. De acordo com o famoso livro de Charles Perrault, Bela Adormecida, acorda quando o príncipe está olhando para ela, e não por causa de um beijo. A disney no entanto decidiu deixar a história ainda mais emocionante e criou o seu próprio final feliz, romântico e doce. Existe ainda, mais uma versão da história da Bela Adormecida, a do escritor italiano Giambattista Basile, que foi escrita antes do conto de Charles, que conta a história da princesa Thalía que caiu em um profundo sono, depois que um lasca de Linho entrou embaixo de sua unha. Quem sabe por quanto tempo teria dormido se não fosse sua filhinha sugar seu dedo, por fome, deslocando a lasca. Então nesta versão de de um conto conhecido nenhum beijo foi necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *