Como vivem os sem-teto em diferentes partes do mundo

O número de moradores de rua no Brasil é bastante alto e todos nós sabemos disso.

1°  ESTADOS UNIDOS 

Os Estados Unidos são uma potência até quando comparamos os desabrigados com os outros espalhados pelo mundo. Podemos até dizer que os moradores de rua de lá não possuem uma vida tão  diferente de um cidadão americano comum, eles possuem espaços específicos para armarem  suas barracas, e se olharmos dentro delas não será uma surpresa depararmos com uma televisão de uma geração e um computador novinho. Na maioria dos casos os sem-teto americano são pessoas que precisam pagar alugueis muito caros, alugueis que custam a metade do que ganham, além disso esses moradores de rua “recebem cerca de R$1500,00 por mês do governo”.

2° ÍNDIA 

Podemos dizer que de todos os países os indianos são os que mais sofrem quando estão morando nas ruas. A Índia é um dos países populosos do mundo e por isso muitas pessoas não possuem uma residência. De todos os sem-teto 50% são mulheres e crianças. E por ser uma parte mais frágil da população frequentemente são vitimas de brutalidade e de abuso sexual seja de militares, de pessoas da região ou de outros desabrigados. Assim como no Brasil o governo praticamente fechou os olhos para os desabrigados.

3° REINO UNIDO 

Nesta parte do mundo podemos dizer que os moradores de rua estão um pouco mais abandonados por parte do governo. No entanto, instituições de caridade ajudam a manter essas pessoas, na maioria dos casos  esses moradores de rua não possuem uma educação adequada e por causa disso  não conseguem oportunidades descentes de emprego, também sofrem bastante de doenças mentais e muitos deles são viciados em drogas e álcool. Mas as leis do estado da Inglaterra, por exemplo, são bem rígidas e obrigam o poder público a organizar uma fila de habitação para todos os sem-tetos. Algumas vezes por falta de locais para abriga-los o governo é obrigado a alojá-los em hotéis e mansões bem caras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *