2 Goleiros que tiveram momentos heroicos e no processo se machucaram dolorosamente

Publicidade:

Nos esportes são usadas várias táticas e estratégias. E um dos poucos esporte onde o “cada um por si”  não é muito válido, é o futebol. O futebol é um esporte onde os jogadores têm que trabalhar em equipe, mas ainda assim, o goleiro é o jogador que não faz muita parte disto . Sendo o goleiro o décimo primeiro jogador, ou seja, em até certo ponto, é o que joga individualmente na equipe. Contudo, é exatamente nele que está investido o importantíssimo trabalho de proteger o time de levar gols. Às vezes, a dedicação dos goleiros e o desejo de defender uma bola a todo custo, chega a espantar. E hoje vamos mostrar e ao mesmo tempo falar sobre as defesas mais heroicas dos goleiros das últimas décadas.

 

1. OSCAR USTARI – ATLAS 

Os últimos minutos de uma partida são sempre muito diferentes do resto do jogo por causa da tensão, isto acontece especialmente quando o placar está empatado. Até o final do segundo tempo, restava um pouco mais de 7 minutos, quando os jogadores do Tigres (TIG), que jogavam contra o Atlas, tentavam desesperadamente marcam um gol. O goleiro Oscar Ustari entendeu que ele simplesmente não poderia deixar passar esse gol, até porque um erro , certamente, significaria a derrota de sua equipe inteira. E foi exatamente por isso que o argentino chutou a bola com tanto desespero e força que acabou sofrendo uma lesão no joelho, foi realmente bem doloroso, e é realmente difícil conseguir olhar a imagem sem sentir dor também. Mas o mais importante é que ele defendeu seu último gol até o fim, e o jogo acabou terminando empatado.

Publicidade:

 

2. BERT TRAUTMANN – MANCHESTER CITY 

Uma das defesas mais heroicas da história do futebol aconteceu em 1956, mesmo assim, consideramos nosso dever contar sobre o incrível goleiro Bert Trautmann. Durante a copa da Inglaterra, literalmente 15 minutos antes do final do jogo, Bert que estava defendendo o gol, acabou colidindo com o jogador do time adversário e ficou gravemente ferido, no jogo foi possível ver que o jogador segurou a cabeça de modo esquisito, no entanto, apesar da lesão, Bert decidiu jogar os os  minutos restantes com  muita coragem, e o time do Manchester City venceu por 3×1. Três dias depois do jogo, o raio x mostrou que Bert acabou jogando com pescoço quebrado por quase 1/4 de hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *