2 Das Criaturas Marinhas mais Gigantescas do Mundo

Você pode olhar para um elefante ou uma girafa e pensar que eles parecem enormes, e com razão! Já que estes moradores da Terra podem ser bem gigantescos se comparados a nós, humanos. Mas se quiserem encontrar os verdadeiros gigantes deste planeta, precisa ir para o oceano. Sem a força da gravidade os animais marinhos podem atingir tamanhos inimagináveis. Na verdade, se você colocar alguns deles em terra eles serão esmagados pelo próprio peso. Você está pronto para conhecer 4 das maiores criaturas do mar e de toda a terra?

1#. A OSTRA GIGANTE 

As Ostras Gigantes são os maiores moluscos do mundo. Elas podem crescer cerca de 1,2M de comprimento e pesam mais de 200kg. Se você estiver pensando em pegar uma talvez queira treinar primeiro, levantando 2 filhotes de elefante de uma só vez. Cada um desses moluscos tem sua própria coloração, o que os tornam uma das criaturas – visualmente – mais impressionante do oceano. Elas geralmente se mantém e vivem dos açúcares e proteínas produzido pelas algas. E se você achar que procurar um casa é uma experiência estressante, talvez tenha uma simpatia pelo molusco gigante.

2#. CARANGUEJO-ARANHA-GIGANTE

Esse caranguejo parece com algo que você veria em um vídeo-game ou em um filme alienígena de ficção científica. O caranguejo gigante vive nas águas perto do Japão, suas pernas atingem cerca de 3,5 metros de garra a garra e o corpo pode ter cerca de 36 cm de diâmetro, o que é muito pequeno em comparação com seus longos membros. Ele passa a maior parte do tempo procurando restos de animais e moluscos para se alimentar. Mas não se engane em pensar que este caranguejo parece um pouco nervoso e fraco. Seu tamanho maciço, sozinho, mantém a maioria dos predadores afastados . Quando alguém decide atacá-lo, no entanto, o exoesqueleto rígido, do caranguejo, fornece uma excelente proteção. O designer em suas costas também ajuda a misturar-se ao ambiente e desaparecer de for necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *